Iniciativa Banco Santander Totta/Universidade NOVA de Lisboa

8ª edição do Prémio de Jornalismo Económico com inscrições abertas

    

Se é jornalista e publicou em 2013 trabalhos nas áreas de “Gestão de Empresas e Negócios”, “Mercados Financeiros” e “Sustentabilidade Empresarial”, este prémio é para si. As candidaturas à 8.ª edição do Prémio de Jornalismo Económico encontram-se encerradas.

O Prémio de Jornalismo Económico é uma iniciativa conjunta da Universidade NOVA de Lisboa e do Banco Santander Totta para promover a qualidade da criação jornalística, distinguindo os melhores trabalhos de imprensa escrita e electrónica em três áreas específicas. Nesta edição, o Presidente do Prémio é o Dr. António Vieira Monteiro, Presidente da Comissão Executiva do Santander Totta, e o Vice-Presidente o Reitor da Universidade NOVA de Lisboa, o Prof. Doutor António Bensabat Rendas.

Para trabalhos relacionados com as múltiplas disciplinas da Gestão, os jornalistas podem concorrer na categoria de “Gestão de Empresas e Negócios”. Para os artigos que abordam os diferentes mercados financeiros e os valores mobiliários a eles associados, os jornalistas podem candidatar-se na categoria de “Mercados Financeiros”. Por fim, o Prémio inclui a categoria de “Sustentabilidade Empresarial” para os trabalhos que retratem o tema da gestão sustentável das empresas nas suas mais diversas componentes, como a forma de governance, as relações responsáveis com colaboradores, clientes, accionistas, fornecedores e sociedade civil.

Na 8.ª edição, cuja organização está novamente a cargo da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa (FCSH/NOVA), podem concorrer todos os jornalistas que tenham publicado artigos na comunicação social (impressa ou electrónica) numa destas áreas, no ano de 2013. Para tal, devem fazer uma pré-inscrição no site do Prémio – www.pje.universia.pt até ao dia 21 de Março e formalizar a candidatura, enviando a documentação necessária no espaço de cinco dias úteis.

O melhor trabalho concorrente às três áreas receberá o “Grande Prémio”, com um valor pecuniário de 10.000 euros, sendo igualmente o vencedor da correspondente área a que se candidatou. Os outros prémios, cada um com um montante de 5.000 euros, distinguirão o melhor artigo das respectivas áreas.

Para avaliar e definir os trabalhados vencedores foi constituído um júri com distintos professores e jornalistas: Prof. Doutor João Costa (Presidente do Júri e Director da FCSH/NOVA), Prof. Doutor José Rodrigues dos Santos (FCSH/NOVA), Prof. Doutor José Albuquerque Tavares (NOVA/SBE), Prof. Doutor Paulo Pinho (NOVA/SBE), Dr. Sérgio Figueiredo, Dr. Francisco Sarsfield Cabral e Dra. Conceição Zagalo.

Ao longo dos últimos sete anos, foram distinguidos vários jornalistas de diferentes órgãos de comunicação social que assim viram o seu nome e trabalho reconhecido.

Na última edição, as jornalistas Ana Taborda e Patrícia Silva Alves, da revista Sábado, foram os vencedores do Prémio de Jornalismo Económico 2013, com o trabalho “Os segredos do Pingo Doce”. Anabela Campos, da revista Exame, e Sara Capelo, da revista Sábado, foram também distinguidas, respectivamente, nas categorias Mercados Financeiros e Sustentabilidade Empresarial.

Veja aqui as fotografias dos vencedores


Vencedores - Edição de 2006 | Vencedores - Edição de 2007
Vencedores - Edição de 2008 | Vencedores - Edição de 2009
Vencedores - Edição de 2011 | Vencedores - Edição de 2012
Vencedores - Edição de 2013